13 de fevereiro de 2020

« Voltar para o blog

Segmentos que mais consomem energia: Veja como reduzir custos!

Segmentos que mais consomem energia: Veja como reduzir custos!

Os segmentos que mais consomem energia no Brasil estão cercados de operações que demandam alto uso dessa fonte. Economizar energia para muitos é um desafiador imensurável, é necessário um plano B, ou melhor, uma estratégia de gestão energética. 

O avanço tecnológico permitiu que maquinários e estruturas que demandam energia elétrica se beneficiassem de opções que corroboram para a redução do consumo, aliado a isso, o avanço das novas fontes colaboram nessa batalha contra os altos valores na conta de energia. Mesmo com todas as alternativas, o gasto de alguns setores ainda é muito alto e faz com que o sinal vermelho seja disparado.



Setores que mais consomem energia no país.

 


Abaixo, listamos 3 dos segmentos que mais consomem energia no Brasil, com um custo alto nesse cenário, veja se o seu está entre eles e o que fazer para mudar essa realidade.

 

Supermercado



Provavelmente não é surpresa para você leitor, ver esse segmento entre os que mais gastam energia, nos deparamos com refrigeradores, caixas, ar condicionado, iluminação de gôndolas, estacionamento e uma infinidade de seções e departamentos. Existe ainda a manutenção de alimentos perecíveis, um impacto muito grande para o setor e a chegada de tecnologias como auto atendimento. 


Em 2015, a Reuters já trazia a notícia de que a energia elétrica era a segunda maior despesa do segmento, representantes do setor, ainda hoje, afirmam que a conta advinda do consumo de energia está entre as 3 despesas mais caras, variando conforme porte e localização. Lembrando que não são poucos os custos dos supermercados, existe mão de obra, manutenções e fornecedores.

 

Metalúrgicas


Falamos lá no início do artigo sobre as alternativas econômicas de maquinários advindas com a tecnologia, correto? Aqui está um setor que mesmo com essa revolução, continua sofrendo os alto custos.

Mais maquinários pesados e que consequentemente exigem mais consumo de energia, e o impacto disso? Além do financeiro da empresa, o consumidor final pode ser punido com o aumento das despesas, o preço do produto final sofre reajuste.

Metalúrgica

Nos últimos anos, a indústria passou por oscilações no que tange consumo energético mas uma afirmativa sempre pairou em todos os dados, o consumo de energia pelas metalúrgicas ocupam posição relevante, assim, a preocupação desse setor ganha ainda mais força e necessidade para uma transformação e soluções de gestão energética  eficiente. O consumo de energia elétrica das Indústrias do país foi de 14.070 GWh em novembro de 2019, representando um recuo de 1,7%, ante o mesmo mês do ano passado, dado trazido pela resenha mensal da EPE. Um bom sinal, mas ainda insuficiente em um setor com índices tão altos. Nesse mesmo estudo, o setor metalúrgico aparece em primeiro lugar entre os 10 mais da indústria que consomem energia. 

 

Indústria Química

 

Setor que vem investindo em atividades e recursos para redução dos altos índices de consumo energético.

Segundo estudo do CNI Sustentabilidade, a indústria Química não só é um dos setores que mais consomem energia, como empresas pertencentes a esse, atuam com esse insumo de forma prioritária em seu processo de produção.  

O próprio CNI já apontou esse como um segmento engajado em políticas sustentáveis e preocupado com a Gestão Energética. 

 

Outros Segmentos



Dentre os segmentos que mais consomem energia dopais, destacam-se ainda Hospitais, Hotéis e Shopping Centers além das demais indústrias que possuem alta taxa de consumo e despesa como a matriz energética.

Existem medidas a serem tomadas de forma inteligente e responsável que atuarão aliadas às estratégias da empresa em busca de maior performance e menor custo com energia, sem impacto direto na operação.

 

Trabalhando a Gestão Energética Eficiente 


Gestão Energética

Um sistema de Gestão Energética consiste em buscar e definir as atividades e processos que apresentam condições de serem otimizadas quanto ao uso de energia elétrica. Logo, é importante ressaltar que as práticas de gestão energética não visam à diminuição qualitativa ou quantitativa do serviço prestado ou do produto fabricado, mas sim permitem um melhor aproveitamento da energia utilizada, seja para o aumento da produção, seja para a utilização em outras atividades ou simplesmente pela redução do consumo total (custo com energia), falamos tudo sobre Gestão Energética e as melhores práticas em nosso e-book, se ainda não conferiu, clique aqui. 

No nosso e-book você entenderá todo o cenário do país e como a sua empresa pode mudar o cenário.



Aqui, alguns benefícios da Gestão Energética:


Benefícios Gestão Energética

Entre em contato com a Soma para saber como podemos ajudar a sua empresa a reduzir os custos com energia. 

Continue acompanhando o nosso blog para dicas e notícias do setor e faça o download do e-book gratuito sobre Gestão Energética para saber mais sobre o tema.